terça-feira, 25 de março de 2008

Depois de breves férias...

Esta fabulosa máquina chamada computador tem feito maravilhas na vida da gente. Tem facilitado os caminhos rudes e toscos de outrora. Tem acelerado os trabalhos, facilitado as tarefas, encurtado distâncias, depois da Internet... Mas nos deixa na mão sempre que descuidamos um pouco, confiando que a máquina é infalível. Ela sempre nos pega de surpresa!

Aconteceu comigo! Mas o pior é que não foi a primeira vez: antes de viajar para passar a Páscoa na casa de minha irmã Ana – no antigo Engenho Mangue, a poucos quilômetros de São Benedito do Sul, interior de Pernambuco –, arrumei a cama e o quarto, fechei as janelas e desliguei todas as tomadas, inclusive, a que leva energia elétrica para o meu computador – essa maravilhosa máquina que parece ter vida própria.

E tem! Porque, ao voltar, abri a porta, as janelas, coloquei a bolsa sobre a cama e religuei as tomadas. Mas o meu amigo continuou dormindo. Chamei-o várias vezes e nada. Sem deixar recado, uma pequena carta ou um bilhete qualquer, ele se foi: resolveu tirar umas férias: zzzzzzzzzzzzzz...

E eu fiquei por ali, sem entrar na Internet, sem poder visitar esta página, atualizá-la ou endereçar uma mínima palavra que fosse para os meus visitantes, adorados visitantes...

Mas agora estou de volta, graças a Deus! E o meu amigo também, é claro. Ganhou uma limpeza merecida, uma memória nova e alguns cuidados necessários para voltar ao trabalho cheio de vontade, vigor e energia (como deve ser). Nosso contato, querido visitante, está estabelecido mais uma vez: - Seja bem vindo!

2 comentários:

André Falcão de Melo disse...

Blz, Yvette! Então..., tamos por aqui. Sejam bem-vindos!

Maria Moura. disse...

ok, André. é sempre bom saber que andas por aqui!
no entanto, parece que a inesperada ibernação do meu "querido" computador ainda não teve fim: o malandro continua em estado sonambúlico.
(rsss)
mas a gente vai se virando...

beijo.