segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Vive

(foto: Yvette Moura)


Vive, dizes, no presente,
Vive só no presente.
Mas eu não quero o presente, quero a realidade;
Quero as cousas que existem, não o tempo que as mede.


Alberto Caeiro.






4 comentários:

Anônimo disse...

Obrigada pela honra de ser homenageada mais uma vez, nestas páginas de encantamento!

Sou sua fã, amiga irmã e parece que até sobrinha!

kkk

Amo você.

...estou emocionada...

Aninha.

nereida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
nereida disse...

ENGRAÇADO...postei, hoje bem o oposto do que aqui está!
Mas, não discordo de você, apenas consigo ver o outro lado; sou de contradições e "sentradições" para viver a vida!
Grande abraço.

Maria Moura. disse...

Amora,
achei este poema a tua cara, então,
nada mais justo do que ilustrá-lo com o teu belo sorriso.
o privilégio é todo meu!
bjos.

---

quanto a vc, Nereida, é um prazer receber a sua visita aqui no Palavra.

mas, vai aqui uma pequna reclamação:
tenho tentado acessar o seu blog e não consigo... qual é mesmo o endereço dele?
bjos,
MM.